Quão popular sou?

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Feliz

Que saudades de estar no meu blog de novo, poder descontrair escrever..enfim, fazer qualquer coisa de diferente..
            Os tempos atribulados na escola ainda não acabaram, e estão bem longe disso, mas hoje, a noite é minha. Vou sair, aproveitar para me divertir, estar com os meus amigos, tirar fotografias.
 Vou fazer a mochila da escola e guardar lá dentro todos os meus problemas, os trabalhos, relatórios, apresentações…depois de tudo isto feito, vou fechar a mochila e guarda-la no meu quarto.
            Agora que os problemas estão guardados já posso respirar liberdade J..e libertar toda a energia negativa que tenho criado nos últimos tempos. Feliz, finalmente vou poder esboçar o meu sorriso sem nada interferir.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Até quando? :(


Nem tudo é cor de rosa, e hoje, sinto-me particularmente triste.
Não tenho tempo para nada, passo o dia quase todo na escola, mal tenho tempo para comer, quando como..As frequências os testes os trabalhos os relatórios, tudo isto esta a chegar, não me sinto preparada para nada. Tenho medo..medo de falhar, de não conseguir, de desiludir as pessoas que mais me apoiam.
Esta é a semana de recepção ao caloiro..queria fazer tanta coisa e não posso, sinto-me parada a vê-la passar..Sei que tenho de estabelecer prioridades, e que neste momento a minha prioridade é estudar, mas também se não aproveitar para viver a vida de uma forma mais descontraída agora que sou estudante , vou faze-lo quando?
Depois para agravar ainda mais o meu estado de espírito, o tempo esta horrível, é a chuva gelada que persiste em ficar, o vento que não para, as nuvens cinzentas, que nos tiram a luz e impedem o sol de brilhar..

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Selo



  • Este é o selo da Catarina (Obrigada pelo selo querida) 
  • O que é para mim a liberdade?
Estou viva, consigo andar, passear, correr, falar, gritar, cantar, sorrir, isto para mim é a maior liberdade que se pode ter..
Digo o que penso, o que gosto e não gosto sem me importar com o que os outro pensam, querem ou fazem, tenho independência q.b.. e isso confere-me a liberdade que preciso para poder estar bem comigo mesma.
Claro que tento sempre ter a minha liberdade sem interferir com a dos outros, porque afinal a minha liberdade termina onde a das outras pessoas começa..

  • Se tivesse 24h de liberdade o que fazia?
Como não dava tempo de dar a volta ao mundo, desatava a correr ia-me calçar e ia ter "contigo" e dizia-te tudo que penso, o que quero, melhor, o que tou com vontade de fazer...."tu" que neste momento me das a volta há cabeça..;)

  • Oferecer o selo
http://falo-te-por-aquii.blogspot.com/

http://mpmonteiro.blogspot.com/

http://tenhosentimentos.blogspot.com/

http://barbiedesousa.blogspot.com/

http://becathomsen.blogspot.com/

http://daniellesou.blogspot.com/
 Estas sao as regras do selinho da catarina

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Ponto Final

Sempre pensei que nunca conseguiria partilhar esta fase tão difícil da minha vida, mas tens razão, esta é a melhor forma de guardar esta história verídica no meu baú.
Tudo começou com uma simples saída para tomar café, não fazia ideia da tua existência, mas a partir daquele momento foste entrando na minha vida..Os encontros foram sucedendo cada vez com maior frequência, os meus batimentos cardíacos aumentavam com a tua aproximação e quando me apercebi estava envolvida na tua teia de tal modo que me era impossível sair.
Eu gostava de ti, tu gostavas de mim..Quando estávamos juntos tudo parecia perfeito, beijos, abraços, todos esses gestos de carinho e ternura..
Sempre falamos que a coisa mais importante num relacionamento era a sinceridade, para isso entendemos que deveríamos sempre falar sobre tudo. Tudo o que nos incomodada e o que nos fazia sentir bem.
O tempo continuou a passar, mais que meu namorado eras o meu melhor amigo, eras o meu apoio sempre que eu tinha recaídas (que até foram muitas..), eras  aquele que limpava as lágrimas do meu rosto sempre que alguma coisa não me corria bem, aquele que ouvia os meus disparates, as minhas maluqueiras.
Cresci, tornei-me mais forte, mais independente, mais confiante em mim e no que eu fazia..Sem duvida que contribuis-te e muito para todas essas mudanças na minha vida.
Um ano e nove meses depois tudo terminou. Fizeste questão de estragar tudo de bom que existia entre nós, rompeste com as nossas regras, fizeste aquilo que jamais poderias ter feito..
O castelo que tínhamos construído desmoronou-se e ficaram apenas as areias soltas..eu? eu , fique desolada, as lágrimas desciam pelo meu rosto sem parar, não conseguia conter, era mais forte do que eu. Esta era a única forma de libertar toda a revolta que sentia. Sentia-me traída, enganada, e no fim de tudo isto, ainda restava um vazio avassalador que a cada dia que passava se apoderava mais de mim.
Passei por momentos muito difíceis, não vou dizer que foi fácil, porque não foi. Mas felizmente, não estava só, e com o apoio de todos aqueles que gostam de mim fui superando. Este é daqueles momentos em que conseguimos ter a percepção dos nossos verdadeiros amigos.
Hoje, passado quase seis meses estou bem..Por vezes ainda sinto alguma nostalgia, mas depois tudo passa. Aprendi que momentos difíceis, nos tornam mais fortes e que a coisa mais importante sou EU. (Ponto final)